Filmes Radiográficos Médicos

Filmes Radiográficos

20120420020959RX_UC[1]

RAIOS X DE USO COMUM

Azul e Verde

Descrição:

Estes filmes possuem um ótimo contraste, alta sensibilidade, excelentes tons de cinza e são aptos ao processamento manual e automático de rápido acesso, 60 segundos de seco a seco.

A Portaria nº 453 de 1º de Julho de 1998 da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde estabelece o prazo de 1 ano para que sejam utilizados em radiografias apenas filmes sensíveis ao verde e telas (ecrans) intensificadoras de terras raras correspondentes.

Aplicação:

Películas fotográficas para registro de imagens para diagnóstico médico, próprias para uso
em radiologia geral.

Formatos Básicos – caixa com 100 folhas (em centímetros): 13 x 18 / 18 x 24 / 24 x 30 / 30 x 40 / 35.6 x 35.6 / 35.6 x 43.2 / 20.3 x 25.4

Formatos Especiais – caixa com 100 folhas (em centímetros): 15 x 30 / 15 x 40 / 27,9 x 35,6

Formatos Especiais – caixa com 25 folhas (em centímetros): 30 x 90 / 35,6 x 91,4

Os filmes IBF-RX podem ser processados com químicos automáticos ou manuais existentes no mercado. Sugerimos o uso dos produtos químicos IBF (reveladores e fixadores) para a obtenção de melhores resultados. A temperatura recomendada para revelação automática é de 32 a 37ºC. Veja as instruções da processadora para melhores resultados.

Os filmes IBF-RX devem ser abertos e manuseados somente sob luz especial com um filtro de segurança e lâmpada vermelha de 15 watts à uma distância maior do que 1,2 metros.

Como os filmes verdes são mais sensíveis às condições de iluminação de segurança das câmaras escuras (pela proximidade do verde e do vermelho no espectro de cores), os filtros de segurança das luminárias devem ser do tipo adequado (vermelho / âmbar). Além disso, a manipulação dos filmes deve ser rápida, uma vez que a iluminação de segurança pode aumentar rapidamente o véu desses filmes..

A temperatura para o armazenamento dos filmes deve se manter abaixo de 24ºC, com a umidade relativa do ar variando de 50% a 55%. O filme deve ser estocado longe de qualquer forma de radiação. Deve-se observar a rotatividade dos filmes para que eles não passem do prazo de validade, ou seja, os filmes mais antigos devem ser utilizados primeiro.

1. Os filmes azuis e verdes são sensíveis à luz emitida pelos ecrans fluorescentes que ao sofrerem a incidência de Raios X, emitem luz em cor característica.

2. Os ecrans para filmes comuns, sensíveis ao azul, são de tungstato de cálcio, que sob incidência de Raios X emitem luz azul-violeta.

3. Os ecrans para filmes verdes, sensíveis ao verde, são revestidos com sais de elementos terras raras (como o oxisulfeto de gadolínio, ou oxibrometo de lantânio, etc), que sob incidência de Raios X emitem luz verde.

4. Portanto, use sempre filmes sensíveis ao azul (filmes comuns) com ecrans de tungstato de cálcio. Quando utilizar filmes sensíveis à luz verde, use os ecrans de terras raras, emissores de luz verde.

5. De acordo com a Portaria da Secretaria de Vigilância Sanitária nº453, de 1º de Junho de 1998, capítulo 6 – Disposições Transitórias (letra I); foi fixado em um ano a substituição, em radiografias, de todos os filmes azuis por verdes e telas intensificadoras de terras raras correspondentes, ou outros receptores de imagens com sensibilidade maior ou igual.

6. A principal vantagem dos ecrans de terras raras emissores de luz verde sobre os comuns de tungstato de cálcio, que emitem luz azul, está na sua eficiência maior ao permitir o uso de menores doses de Raios X.